terça-feira, 26 de maio de 2009
Tenho uma empregada de 17 anos e sábado precisou se pesar e medir para o recadastramento da mãe dela no bolsa família. Ela tem uma irmã de 11 anos que até o ano passado tinha problemas para engordar, era muito magrinha.

Sábado foi a mãe, a Alessandra e a irmã dela ao posto de saúde para fazer a pesagem. Só que no momento da pesagem foi chamada a mãe e a Alessandra, de 17 anos; a mãe perguntou - e a Rose não vai? A enfermeira respondeu: - à partir deste ano só serão pesadas a mãe e a filha mais velha. E, pasmem, não é pedido o atestado de frequência da criança.

A partir de 2009 não existe o acompanhamento das crianças menores e nem exigência do aluno estudar.

Quando eu lecionava nós precisávamos fazer o relatório da frequência do aluno, pois poderia ser cancelado o bolsa família. Gostaria de saber o que mudou no Brasil? Agora este instrumento se tornou unicamente arrecadador de votos? Antes era quase um premio para a mãe que mandava os filhos às aulas e que os alimentava bem. Se a criança não apresentava crescimento era distribuído até vitaminas para elas. E agora?

Desculpem o desabafo, mas eu quero entender o que aconteceu.

Beijos no coração de vocês.

7 comentários:

Adao Braga disse...

Minha MF, esta exigência era daquele outro governo! Pesquise por Bolsa Família, na internet que você encontra até a lista dos beneficiarios de sua cidade, os critérios de inclusão e tal.

É possivel, até saber, se aquela sua parenta, tá cadastrada!

Meire disse...

Que loucura!
A Anunci tb postou sobre este assunto e o q tem acontecido la no Maranhao.

Bjs

Anônimo disse...

O que podemos fazer para pressionar? Tem que estudar, sim, vamos fazer um boicote de impostos.

xaxeila

elvira carvalho disse...

Será? Não será erro de interpretação no posto?
Deixo um abraço e desejos de um óptimo fim de semana.

Luci Lacey disse...

Angela

Esta avacalhacao toda e para o atual presidente se reeleger ou botar outro companheiro no lugar dele e continuar a pouca vergonha.

Beijinhos e boa semana.

elvira carvalho disse...

Um abraço e votos de uma óptima semana.

♥ Denise BC ♥ disse...

Olá Ângela, que absurdo!!!
Quando meu filho estudava em escola pública eu fazia parte da comissão escolar representando os pais, e para conseguir esses benefícios do governo as famílias precisavam da freqüência da criança nas aulas. E olha que não era nada fácil porque se tratava de uma escola para crianças especiais, localizada em uma área de pouca acessibilidade física e de transporte público deficitário, mas mesmo assim conseguíamos que os responsáveis levassem suas crianças as aulas, e no retorno disso, eles também se beneficiariam da bolsa família, que por sinal é uma vergonha.
Mas pelo que está descrevendo a coisa vem mudando e quem sabe perdendo parte do objetivo, que é manter os menores na escola, uma pena... tremendamente lamentável.
Também estou te add.
Bjs

Viagens promocionais

Viagempédia - Hotéis, Viagens e Férias

Viagens promocionais

Viagempédia - Hotéis, Viagens e Férias

Visito e recomendo!

Compartilhe!

Editora Novitas

Usuário online

http://www.usuariosonline.org">Contador de Usuários online

Sobre Mim

Minha foto
Ângela Elisabeth Losekann Coelho
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Busca do Blog

Carregando...

Tags